Cuando el alma de la ciudad tiene una dirección: Praça do Avião (Canoas, RS, Brasil) como territorio de identidades, patrimonio inmaterial y pedagogías culturales

Autores/as

  • Jairo Alberto Vieira Schutz Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Canoas, Brasil
  • Ricardo Willy Rieth Universidad Luterana de Brasil (ULBRA), Canoas, RS, Brasil http://orcid.org/0000-0001-8093-3473

DOI:

https://doi.org/10.22320/07196466.2020.38.058.07

Palabras clave:

Praça do Avião, espacio urbano, patrimonio cultural, patrimonio urbano , identidad cultural

Resumen

El artículo aborda significados producidos y atribuídos a un espacio público de la ciudad de Canoas, llamado popularmente Praça do Avião, una referencia no solo para la ciudad y su población sino que para la Región Metropolitana de Porto Alegre, RS, Brasil. Está embasado en la investigación bajo el título “Pedagogias culturais, representações e identidades: a Praça do Avião, patrimônio cultural imaterial de Canoas, RS” (Schutz, 2019). A lo largo de cien años, habitantes, ciudadanos, forasteros, políticos, militares, gobiernos, la prensa y movimientos organizados de la sociedad civil han producido múltiples significados y representaciones sobre la plaza, lo que demuestra no ser ella estable ni inmutable, siguiendo en transformación dinámica y permanente, presentándose como território de conflicto. Metodologicamente, se realizó un análisis desde el el campo de los Estudios Culturales, tomando como artefactos documentos e imágenes de colecciones y archivos locales, bibliotecas y agencias públicas, artículos publicados en medios impresos y digitales, además de observaciones in situ. El proceso de militarización del espacio urbano de Canoas fue un elemento central en la narrativa histórica construída bajo la destacada participación de la Força Aérea Brasileira, con la Praça do Avião como su epicentro simbólico, especialmente durante la segunda mitad del siglo XX, con profundas consecuencias hasta el día de hoy. El análisis está centrado en la explicación de la circulación y negociación de representaciones e identidades recurrentes, asociadas con este patrimonio cultural inmaterial y su papel en el contexto de las pedagogías a él vinculadas.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Jairo Alberto Vieira Schutz, Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Canoas, Brasil

Arquitecto, Magíster en Educación

Ricardo Willy Rieth, Universidad Luterana de Brasil (ULBRA), Canoas, RS, Brasil

Profesor del Programa de Postgrado en Educación (Master / Doctorado)

Citas

ANDRADE, P. D. de; COSTA, M. V. (2015) “Usos e possibilidades do conceito de pedagogias culturais nas pesquisas em estudos culturais em educação”. Revista Textura, v.17, n.34, p. 48-63. Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/txra/article/view/1501 Acesso em: 15/06/2020.

BAUMAN, Z. (2005) Identidade: entrevista a Benedetto Vechi. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

BRASIL. Decreto Lei nº 25 de 30 de novembro de 1937. Organiza a proteção do patrimônio histórico e artístico nacional. Disponível em: http://www.planalto. gov.br/ccivil_03/Decreto-Lei/Del0025.htm. Acesso em: 17 nov. 2019.

CALIXTO, N. de M. (2011) Os sargentos da Legalidade. Canoas: Sec. Municipal da Cultura e do Turismo.

CÂMARA DE VEREADORES. Lei Orgânica do município de Porto Alegre. Porto Alegre: Câmara de Vereadores, 1971. Art. 117.

CANOAS. Lei nº 3875, de 10 de agosto de 1994. Organiza A Proteção do Patrimônio Histórico e Artístico Municipal. Canoas, RS. Disponível em: https://leismunicipais.com.br/a1/rs/c/canoas/lei-ordinaria /1994 /388/3875/lei-ordinaria-n-3875-1994-organiza-a-protecao-do-patrimonio-historico-e-artistico-municipal?q=3875. Acesso em: 8 set. 2019.

CANOAS. Lei nº 5341, de 22 de outubro de 2008. Institui o Plano Diretor Urbano ambiental de Canoas, dispõe sobre o desenvolvimento urbano no município de Canoas e dá outra providências. Canoas, RS. Disponível em: https://c-mara -municipal-de-canoas.jusbrasil.com.br/legislacao/311749/lei-5341-08. Acesso em: 17 nov. 2019.

CANOAS. Lei nº 5961, de 11 de dezembro de 2015. Institui o Plano Diretor Urbano Ambiental de Canoas, dispõe sobre o Desenvolvimento Urbano no município e dá outra providências. Canoas, RS. Disponível em: https://leis municipais.com.br/a/rs/c/canoas/lei-ordinaria/2015/596/5961/lei-ordinaria-n-5961- 2015-institui-o-plano-diretor-urbano-ambiental-de-canoas-dispoe-sobre-o-desenvolvimento-urbano-no-municipio-e-da-outras-providencias. Acesso em: 17 nov. 2019.

CANOAS. Prefeitura Municipal. Canoas, 2010. Disponível em: https://oldsite.canoas.rs.gov.br /index. php/site/noticia/visualizar/idDep/25/id/110424. Acesso em: 10 set. 2019.

CANOAS. Prefeitura Municipal. Canoas, 2019. Disponível em: https://www.canoas.rs.gov.br/sobre- canoas. Acesso em: 27 nov. 2018.

CANOAS. Prefeitura Municipal. Canoas, 2018. Disponível em: https://www.canoas. rs.gov.br/ noticias/alunos-da-escola-paulo-freire-visitam-pontos-históricos-de-canoas/https://www.canoas.rs.gov.br/noticias/alunos-da-escola-paulo-freire-visitam-pontos-históricos-de-canoas/. Acesso em: 27 ago. 2018.

CHOAY, F. (2017) Alegoria do patrimônio. 6. ed. São Paulo: Estação Liberdade/ Ed. Unesp. 288 p.

DIÁRIO DE CANOAS (22 janeiro 2018) O voo é só na imaginação. Canoas. Disponível em: https://www.diariodecanoas.com.br/2018/01/noticias/regiao/2227077-o-voo-e-so-na-imaginacao.html. Acesso em: 06 maio 2019.

FAB - ALA 3 - Comando de preparo. Disponível em: http://www2.fab.mil.br/ala3/ index.php/ultimas-noticias/272-expoaer-2019. Acesso em: 13 out. 2019.

FATO ILUSTRADO. (27 outubro 1977) A Praça do Avião tem novo nome: Alberto Santos Dumont. Canoas.

FONT, M. (2003) A praça em movimento: processos de transformações morfológicas e funcionais no Brasil do século XX. [Dissertação de Mestrado Universidade de São Paulo].

MEDEIROS, J. J. (2005) História de nossos prefeitos – volume 6. Canoas: Prefeitura Municipal de Canoas.

GRAEBIN, C. M. G.; GRAEFF, L.; GRACIANO, S. S. (2014) Da residência da Família Ludwig à Casa das Artes: trajetória do primeiro patrimônio tombado de Canoas (RS). Revista Memória em Rede v. 4, n. 10. Pelotas: UFPEL.

HALL, S. (2015) A identidade cultural na pós modernidade. 12. ed. Rio de Janeiro: Lamparina. 64 p.

IPHAN. Patrimônio Cultural. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/ detalhes/218. Acesso em 30 abr. 2019.

JAEGER, J. M. (2017) A cidade no museu: Representações da cidade de Canoas no museu Hugo Simões Lagranha. 2017. 88 f. [Trabalho de graduação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul]

O TIMONEIRO. Canoas, 31 jan. 1968.

O TIMONEIRO. Canoas, 21 fev. 1968.

PELEGRINI, S. C. A.; FUNARI, P. P. (2013) O que é patrimônio imaterial cultural. São Paulo: Brasiliense.

PENNA, R.; CORBELLINI, D.; GAYESKI, M. (2004) Canoas – Para lembrar quem somos: Centro. Canoas: Gráfica La Salle.

PEREIRA, B. B.; BECKER, D. (2019) Os elementos formadores de identidade urbana: um estudo sobre o caso da cidade de Canoas -RS. In: XVIII ENANPUR - Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano Regional, Natal. Disponível em: http://anpur.org.br/xviiienanpur/anaisadmin/capapdf.php?reqid=609 . Acesso em: 15/05/2020.

RIO GRANDE DO SUL. [Constituição (1989)]. Constituição do Estado do Rio Grande do Sul. 4. ed. atual. Porto Alegre: Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul.

SANDER, R. (2018) 1968: quando a terra tremeu. São Paulo: Vestígio.

SARLO, B. (2014) A cidade vista: mercadorias e cultura urbana. São Paulo: WMF Martins Fontes.

SARLO, B. (1997) Cenas da vida pós-moderna: intelectuais, arte e vídeo-cultura na Argentina. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ.

SCHUTZ, J. A. V. (2019) Pedagogias Culturais, Representações, e Identidades: a Praça do Avião, Patrimônio Cultural Imaterial de Canoas, RS. 2019. [Dissertação de mestrado, Universidade Luterana do Brasil]

SENNETT, R. (2008) Carne e pedra. Rio de Janeiro: Bestbolso.

SILVA, J. (20 abril 2019) Canoas, minha terra, da Praça do Avião: O nome da cidade é pela embarcação, mas o símbolo vem pelo ar. Diário de Canoas: Diário de Canoas p. 1. Disponível em: https://diariodecanoas.com.br/2019/04/noticias/regiao/2404531-canoas-minha-terra -da-praca-do-aviao.html. Acesso em: 09 mar. 2020.

SILVA, J. P. da. (1989) As origens de Canoas- Conquista- Povoamento- Evolução. 4. ed. Porto Alegre: Globo.

VIEGAS, D. H. (2011) Entre o(s) passado(s) e o futuro(s) da cidade: um estudo sobre a urbanização de Canoas/RS (1929-1959) [Dissertação de Mestrado Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul]

Publicado

2020-12-28

Cómo citar

Vieira Schutz, J. A., & Rieth, R. W. . (2020). Cuando el alma de la ciudad tiene una dirección: Praça do Avião (Canoas, RS, Brasil) como territorio de identidades, patrimonio inmaterial y pedagogías culturales. ARQUITECTURAS DEL SUR, 38(58), 114 - 131. https://doi.org/10.22320/07196466.2020.38.058.07