Uma análise da implementação da metodologia lean startup em uma empresa do ramo de entretenimento digital

Resumen

A partir do final da década de 90, houve uma grande popularização do modelo de empresa conhecido como startup. As startups se diferenciaram por buscarem desenvolver produtos e serviços inovadores, mas contam com alto risco de falhar ao tentar atingir esse objetivo. Visto que os modelos tradicionais de administração não são considerados compatíveis com esse tipo de empresa, a metodologia Lean Startup propõe uma nova abordagem de trabalho para as startups alcançarem seu sucesso. Apesar de ser bastante difundida no meio empreendedor, esta metodologia é ainda pouco explorada academicamente. Portanto, o objetivo deste artigo é analisar a utilização do Lean Startup através de um estudo de caso no Superplayer, startup do ramo da tecnologia que usa a metodologia desde sua concepção. Como resultado do estudo foi possível descrever a utilização do Lean Startup e apontar vantagens e barreiras desta metodologia, gerando diretrizes que poderão auxiliar gestores e empreendedores que visam empregar a mesma em suas empresas.

Biografía del autor

João Pedro Boufleur, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Engenharia, Departamento de Engenharia de Produção, Porto Alegre, Brasil. 
Néstor Fabián Ayala, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Engenharia, Departamento de Engenharia de Produção, Porto Alegre, Brasil. 
Alejandro Germán Frank, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Engenharia, Departamento de Engenharia de Produção, Porto Alegre, Brasil.

Citas

ABBAS, N., GRAVELL, A. y WILLS, G., 2008. Historical roots of Agile methods: where did “Agile thinking” come from? In: Agile Processes and eXtreme programming in Software Engineering, Limerick,June 2008. Available from: https://link.springer.com/book/10.1007/978-3-540-68255-4#page=107

BLANK, S., 2013. Why the lean start-up changes everything. Harvard Business Review, 91(5), 63-72. Available from: https://pdfs.semanticscholar.org/2173/22b23395b3a8d24b4525f757fa174be9c529.pdf

CB INSIGHTS, 2014. The Top 20 Reasons Startups Fail.[Acesso 2016 03 25]. Disponível em:https://www.cbinsights.com/research-reports/The-20-Reasons-Startups-Fail.pdf

CHASSAGNE, GHISLAIN CLAUDE EMMANUEL, 2015. An Exploration of the Lean Startup approach among Brazilian Digital Startups. Dissertação (MPGI), Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas.

COHEN, D., LINDVALL, M. y COSTA, P., 2004. An Introduction to Agile Methods. Advances in Computers, 62,1–66. Available from: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0065245803620012

COMPASS, 2015. The Global Startup Ecosystem Ranking 2015.. [Acesso 2016 04 04]. Available from: http://blog.compass.co/the-2015-global-startup-ecosystem-ranking-is-live/.

EISENHARDT, K.M. y GRAEBNER, M., 2007. Theory Building From Cases: Opportunities and Challenges. Academy of Management Journal, 50(1),25-32. Available from: http://amj.aom.org/content/50/1/25.short

HIGHSMITH, J. y COCKBURN, A., 2001. Agile software development: the business of innovation. Computer, 34(9), 120-127. Available from: http://ieeexplore.ieee.org/abstract/document/947100/

LIKER, J.K., 2005. O Modelo Toyota: 14 Princípios de Gestão do Maior Fabricante do Mundo. 1ª ed. Porto Alegre: Bookman.

LIKER, J.K. y FRANZ, J.K., 2013. O Modelo Toyota da Melhoria Contínua. 1ª ed. Porto Alegre: Bookman.

OFEK, E. y RICHARDSON, M., 2003. Dotcom mania: The rise and fall of internet stock prices. The Journal of Finance, 58(3), 1113-1137. Available from: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/1540-6261.00560/full

PME. Mercado de startups cresce no Brasil e movimenta quase R$ 2 bi., 2014. [Acesso 2016 04 06]. Available from: .

RAZI, M.A., TARN, J.M. y SIDDIQUI, F.A., 2004. Exploring the failure and success of DotComs. Information Management & Computer Security,12(3), 228-244. Available from: http://www.emeraldinsight.com/doi/abs/10.1108/09685220410542598

RIBEIRO, GABRIEL DE OLIVEIRA, 2014. Lean Startup: Análise exploratória sobre sua utilização por novas empresas brasileiras. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas), Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas.

RIES, E, 2012. A startup enxuta. 1ª ed. São Paulo: Leya.

WOMACK, J.P. y JONES, D.T., 1996. Lean Thinking: Banish Waste and Create Wealth in Your Corporation. 2ª ed Nova Iorque: Simon & Schuster.

YIN, R.K., 2005. Estudo de caso: Planejamento e métodos. 3ª ed. Porto Alegre: Bookman.
Publicado
2017-09-12
Cómo citar
BOUFLEUR, João Pedro; AYALA, Néstor Fabián; GERMÁN FRANK, Alejandro. Uma análise da implementação da metodologia lean startup em uma empresa do ramo de entretenimento digital. Revista Ingeniería Industrial, [S.l.], v. 15, n. 3, p. 345-356, sep. 2017. ISSN 0718-8307. Disponible en: <http://revistas.ubiobio.cl/index.php/RI/article/view/2952>. Fecha de acceso: 23 sep. 2017
Sección
Artículos