Copa 2014 - diretrizes de sustentabilidade na concepção do projeto do novo verdão, a Arena Pantanal, em Cuiabá-Mt

  • Rodrigo Tóffano Universidade Federal do Mato Grosso, Cuiabá
  • José Manoel Henriques de Jesús Universidade Federal do Mato Grosso, Cuiabá
Palabras clave: sustentabilidade, estádios de futebol, cuiabá, arena pantanal

Resumen

O presente artigo trata das medidas de sustentabilidade adotadas na concepção do projeto da Arena Pantanal, o novo estádio da capital de Mato Grosso, uma das subsedes brasileiras, para a Copa do Mundo FIFA 2014TM . Para sediar este megaevento esportivo, a cidade em questão, se propôs a realizar uma série de obras e exigências impostas pela FIFATM; que promoverão mudanças no espaço urbano, mas que, principalmente, atendem aos seus interesses específicos. Dentre estes, no campo da preservação do planeta, destaca-se uma preocupação com o meio ambiente, através de medidas de redução do consumo energético, de água, de insumos, etc. Medidas estas adotadas, em Cuiabá, de forma pioneira no Estado, em prol da divulgação dos benefícios da construção civil “verde” e da obtenção da primeira certificação de sustentabilidade ambiental para um edifício público local, o selo norte-americano LEEDTM . O que se observa é que, uma construção civil deste porte não pode ser 100% sustentável, entretanto, seus impactos ambientais podem ser minimizados.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2013-12-31
Cómo citar
Tóffano, R., & Henriques de Jesús, J. (2013). Copa 2014 - diretrizes de sustentabilidade na concepção do projeto do novo verdão, a Arena Pantanal, em Cuiabá-Mt. Hábitat Sustentable, 3(2), 35-44. Recuperado a partir de http://revistas.ubiobio.cl/index.php/RHS/article/view/433
Sección
Artículos

Agencias de apoyo